sábado, 13 de novembro de 2010

O Segredo de Paul - Porto Alegre

Muita gente se admirou quando Paul McCartney surgiu no palco do Gigante da Beira-Rio em Porto Alegre, vestindo um elegante blazer roxo. Os trend-hunters de plantão anotavam e fotografavam tudo fazendo a informação voar via sites e redes sociais do mundo inteiro (sim, Sir Paul ainda é um gerador de tendências...e os Beatles sempre serão).

paul_portoalegre_600
O que muitos não sabem é que esta curiosa peça que ele usava é made in São Leopoldo...eu explico...

Vamos remontar ao ano de 2001, coisas que eu acreditava como o bug do milênio e o fim do mundo não se concretizaram e por meu modo de agir com base nessa crença, paguei vários micos ao longo daquele ano...mas ainda assim terminei o 2º grau (atual ensino médio)...na formatura aquele momento de alegria e festa com os amigos, inventei de homenagear um ídolo...à época Gene Wilder (o Willy Wonka da primeira Fantástica Fábrica de Chocolates) além do Inter claro.

6a00d8341c89e653ef010536f90948970c-500wi
Gene Wilder, como Willy Wonka em A Fantástica Fábrica de Chocolates de 1971

E foi daí que surgiu o modelo que o Paul vestiu no show...mas a pergunta que não cala é - Como ele conseguiu meu blazer? - ...vamos lá...

Pensando em como eu poderia chegar próximo de Willy Wonka busquei um antigo terno roxo do meu pai e mandei reformar para eu poder vestir, já que meu pai era e ainda é um pouquinho maior que eu.

Complementei o terno roxo, com uma camisa amarelo choque, gravata laranja e um sapato caramelo. (o óculos e o aparelho nos dentes que eu usava foram o grande erro eu sei - fiquei a little bit brega...mesmo no ano 2001)

Bom...depois da formatura, quando percebi que não ia mais utilizar o terno, resolvi que o melhor a fazer seria pelo menos levantar alguma grana com ele, e por 40 pratas + uma camisa xadrez fiz a troca num brechó em Porto Alegre, no ano de 2002. 4 dias depois, voltei ao brechó arrependido, entretanto a moça que me atendeu, informou que no dia anterior uma senhora gringa chamada Gabriella Pescucci
havia se encantado com a vestimenta e levou sem titubear, informando que era exatamente o que ela procurava para seu novo projeto (A Fantástica Fábrica de Chocolates de Tim Burton, com Johnny Depp de 2005).

b5p72t
Cartaz do filme

Pouco tempo antes do começo das filmagens, Paul McCartney e Johnny Depp se encontraram e enquanto conversavam sobre uma possível volta do Michael Jackson ao palco, Macca relembrou sua parceria em "Say, Say, Say" (1983), enquanto Depp contou que estava se inspirando no Rei do Pop para seu novo papel de Willy Wonka no remake da Fantástic Fábrica de Chocolates.

E foi aí que Johnny apresentou algumas opções de figurino, entre eles o meu blazer, e pediu a opinião de Paul sobre qual ficaria melhor para o papel de Willy Wonka. Paul sugeriu outra peça, que de fato foi usada. sobre as demais opções eu não sei que destino tiveram, mas o fato é que Paul ainda teve tempo de pedir para Depp vender meu blazer para que ele usasse em alguns shows, já que o modelo não era tão comprido como os demais, e já que ele também era um grande fã da Fantástica Fábrica de Chocolates e gostaria de homenagear o filme de alguma forma...

Moral da história, após o show, Paul a contragosto deixou o blazer no seu quarto do Sheraton, após eu ter lhe redigido uma longa carta, que lhe foi entregue em mãos por uma garçonete do Hotel, explicando a história. Então fui buscar com a administração do hotel meu blazer depois desses anos todos longe, já lavei e amanhã farei umas fotinhos para colocar no Mercado Livre ao lance mínimo de R$ 900,00

Pra ajudar nas minhas férias de verão...

Abaixo, eu usando o lendário blazer em 2001
Photo 313

Um comentário:

blasphemea disse...

E é tudo verdade. Se não for, como diz o Quintana, simplesmente esqueceu de acontecer...